(22) 99972-9610 | (22) 98105-8892

[email protected]

Washington, Estados Unidos. Imigrantes brasileiros nos Estados Unidos estão na mira das construtoras. Com o dólar perto dos R$ 4, as vendas de imóveis no Brasil para quem optou por morar fora nunca estiveram tão aquecidas. De olho neste público, as empresas criaram estratégias exclusivas, que podem ajudar a atenuar a forte queda do segmento no país, afetado pela recessão.

Para o imigrante, o cenário é favorável para a compra de imóveis novos ou usados: os preços recuaram em reais com a desaceleração da economia, e, em dólares, a queda chega a 40% em um ano. Além disso, com a manutenção dos juros nos EUA próximos de zero, o movimento ganha fôlego com a procura por investimentos mais rentáveis.

Um apartamento por dia. Isso é o que a MRV quer vender a brasileiros que moram nos Estados Unidos. Atualmente, são 20 imóveis por mês para compradores do exterior. Quando o dólar estava a R$ 2, essa operação era considerada esporádica. Se chegar a este patamar, a construtora teria 1% de suas vendas no exterior.

O mineiro Atos Romualdo Neto Batista acabou de comprar um imóvel na planta. Morador de Orlando, viu a oportunidade de pagar US$ 42 mil por um apartamento de R$ 170 mil em Belo Horizonte. “Já tinha um dinheirinho guardado para a entrada e fiz um financiamento curto. Quero quitar em, no máximo, dois anos. Com 15 dias de trabalho aqui, pago a prestação”.